RPA - Rede de Psicanálise Aplicada

O Bureau da FAPOL, neste novo período do seu trabalho e, levando em conta que os projetos já iniciados estão funcionando adequadamente, propôs a criação de um novo projeto desta vez dirigido à Psicanálise Aplicada na América. Com o apoio de J.-A. Miller e do Presidente da AMP Miquel Bassols, criara a Rede de Psicanálise Aplicada-RPA.

Da mesma forma que os outros projetos da FAPOL, têm às três Escolas como sustento e apoio, através de um Responsável a cargo de cada uma delas.

A Comissão da RPA está formada por: Ricardo Seldes-EOL, Marcelo Veras-EBP e Aliana Santana-NEL.

A proposta desta iniciativa é a de formar uma Rede com os membros das três Escolas da América que realizam a sua prática nos locais assistenciais, tanto públicos quanto privados, hospitais, centros de saúde, instituições como Pausa, Ciec, CPCT, Centros universitários de atenção à comunidade, pré-pagas, etc.

A finalidade que nos propomos é, em primeiro lugar, a defesa da Psicanálise da Orientação Lacaniana nos locais onde nossos membros realizam a sua prática, precisamente porque na atualidade, esses locais têm sido tomados por outras orientações.

É a razão pela qual, ajustar o perfil específico da nossa prática, se torna hoje, mais do que nunca, necessário.

Por outro lado, a posta em prática da Psicanálise Aplicada à terapêutica não nos deve fazer esquecer da Psicanálise em intensão, precisamente essa é a função de articular esta Rede com as Escolas, nas quais se formam os Analistas, onde se reconhece o valor fundamental da transferência para o desenvolvimento e sustentação da prática analítica, onde o valor da palavra, do sujeito e da demanda constituem o centro da questão.

A RPA, como Rede Internacional Americana, terá a função de conectar a diversidade de locais nos quais nossos membros exercem a sua prática.

O seu objetivo será a elaboração de eixos comuns dirigidos a sustentar dita prática desde os princípios mesmos da Psicanálise, sua doutrina e sua ética.

Recolher a experiência de nossos membros nos diversos locais da América nos possibilitará unificar critérios com vistas a estender os espaços que, por diferentes razões, ocupam hoje outras orientações psicoterapêuticas que não são estritamente psicanalíticas.

Os passos para a construção desta Rede serão:

  1. Fazer um levantamento dos locais nos quais nossos membros praticam a psicanálise aplicada.
  2. Enumerar os obstáculos com os quais se encontram.
  3. Convidar para uma conversa em setembro de 2017 em Buenos Aires, em ocasião da semana lacaniana junto com o Enapol e as Jornadas Anuais da EOL.

Desde o Bureau da FAPOL, esperamos poder responder adequadamente às expectativas que se desprendem deste projeto.

Flory Kruger

 

Responsables de RPA

  • Ricardo Seldes (Responsable EOL), Gabriela Camaly, Celeste Viñal, Patricio Álvarez
  • Marcelo Veras (EBP)
  • Aliana Santana (NEL)
Artículos
Acta reunião no dia 13/9/2017
Chamada para inscrição a RPA
RPA - Rede de Psicanálise Aplicada - Janeiro 2017
Anúncios da RPA-EOL
RPA - Rede de Psicanálise Aplicada
Recenseamento dos dados- Diciembre 2016
A formação clínica nas residências e estágios em hospitais- Novembro de 2016
Digaí-Maré: um projeto de atendimento psicanalítico-EBP
A NEL Caracas inaugura Centro de Psicanálise Aplicada – CPA Caracas
Rede de Psicanálise Aplicada